Laura morreu na explosão em Paris durante viagem surpresa oferecida pelo marido.

Espanhola, de 38 anos, viajava pela primeira vez ao estrangeiro.

52
A viagem foi planeada ao pormenor por Luis Miguel Fontán Brea, marido da espanhola que morreu no passado sábado na explosão de uma padaria em Paris, França.
Na passada sexta-feira Luis levou a mulher – com quem tem três filhos – até ao aeroporto de Barajas sem nunca lhe revelar o destino.
Deixou os três filhos que têm entre quatro e nove anos com a mãe da mulher, fez as malas e levou Laura naquela que seria uma viagem surpresa sem os filhos pela primeira vez. Era a primeira vez que Laura Sanz Nombela, de 38 anos, se aventurava no estrangeiro, segundo avança o jornal espanhol El Mundo.
Laura trabalhava na mesma empresa de supermercados, La Despensa , em Toledo há 17 anos e nunca tinha tido a oportunidade de viajar: “Ela trabalhava muito. Era a primeira vez que viajavam sozinhos, e a primeira no estrangeiro, um fim de semana, apenas três dias”, descreve o El Mundo. No passado sábado, antes das 9h00 da manhã, no hotel que ele reservara em segredo, Laura e Luis Miguel sentiram um cheiro intenso a gás.
Minutos depois, houve uma explosão intensa, que “eles pensavam ser um ataque terrorista”, revela a família de Luis Miguel. O corpo de Laura foi cuspido violentamente em direção à cama do hotel e ficou coberto de escombros. Desesperado, o marido de Laura gritou “socorro” tentando desenterrar o corpo da mulher dos escombros.
A família concentra-se agora em ajudar Luis Miguel que se culpa pela morte da mulher.

Fonte: https://www.cmjornal.pt/mundo/detalhe/espanhola-que-morreu-em-explosao-em-paris-estava-numa-viagem-surpresa-oferecida-pelo-marido

você pode gostar também